Este Blog tem o objetivo de apresentar fotos e documentos do município de Itaara - RS. São materiais que estão guardados em arquivos familiares e que com o tempo acabam sendo perdidos, destruídos ou ignorados. Tendo por base a pesquisa intitulada "Judeus de bombacha e chimarrão" estamos reunindo fotos e documentos (antigos ou recentes, tais como dissertações e teses) que contribuem para a compreensão da história de Itaara. Vale dizer: terra de índios, luso-brasileiros, alemães e judeus (menção aos espanhóis do tempo do forte de São Martinho). De 2009 em diante, quando ocupei um cargo público no município, luto para que Itaara crie um Centro Cultural. Assim, poderemos apresentar, para "além dos outdoors", a história de todos os povos que formaram e formam Itaara. A pesquisa está sendo desenvolvida pelos professores Tiago Costa Martins e Marcela Guimarães e Silva. Universidade Federal do Pampa, Relações Públicas - ênfase em Produção Cultural. O trabalho in loco e grande parte do conhecimento sobre as fotos e os documentos contam com o dedicado trabalho da Senhora Leda Jorge da Costa (minha mãe).

Desde já agradecemos o apoio e a colaboração de todos. Mande fotos e documentos para tiagomartins@unipampa.edu.br

Abração!

TCM

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

domingo, 29 de janeiro de 2012

Balneário Jardim Brasília

Em 1979 o Balneário Brasília é declarado de Utilidade Pública. Veja no site da Câmara (click aqui!).


LEI MUNICIPAL Nº 2061/79, DE 08.08.1979. 


“CONSIDERA DE UTILIDADE PÚBLICA A SOCIEDADE BALNEÁRIO JARDIM BRASILIA”. 

LEI: 
Art. 1º  - Fica considerada de Utilidade Pública a ‘Sociedade Balneário Jardim Brasilia’ com sede e foro no local Itaára no Município de Santa Maria. 

Art. 2º  -  Esta Lei entrará em vigor na data de sua promulgação. 

Art. 3º - Revogam-se as disposições em contrário. 
  
Gabinete do Prefeito Municipal, em Santa Maria, aos oito (08) dias do mês de agosto do ano de mil novecentos e setenta e nove (1979). 
  
GETÚLIO MÁRIO ZANCHI 
Vice-Prefeito em exercício 

Estação Pinhal

Segue mais uma foto da Estação Pinhal. O ano não foi identificado, mas seria na década de 90.

Arquivo: Família Jorge da Costa
Cedido por: Leda Jorge da Costa

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Uma escola chamada Neita Ramos

Antes da Escola Alfredo Lenhart ter esse nome ela era denominada Neita Ramos. Veja abaixo a transcrição da lei que define o nome da Escola no ano de 1972. Para saber mais consulte o site da Câmara de Vereadores de Santa Maria (click aqui!).

“DENOMINA NEITA RAMOS, UMA ESCOLA MUNICIPAL”.


DR. LUIZ ALVES ROLIM SOBRINHO, Prefeito Municipal de Santa Maria.
FAÇO SABER, na conformidade do que estabelece o artigo 49, inciso II, da Lei Orgânica do Município, que a Câmara de Vereadores aprovou e Eu sanciono e promulgo a seguinte


LEI:
Art. 1º  -  Fica denominada Neita Ramos, a escola do Município localizada no lugar denominado Pinhal Velho, nº 8º Distrito de Santa Maria.
Art. 2º  -  Esta Lei entrará em vigor na data de sua promulgação, revogadas as disposições em contrário.
Gabinete do Prefeito Municipal, em Santa Maria, aos trinta (30) dias do mês de junho do ano de mil novecentos e setenta e dois (1972).


DR. LUIZ ALVES ROLIM SOBRINHO
Prefeito Municipal

Colônia Pinhal

Os historiadores dizem que a Estância do Coronel João Batista de Oliveira Melo era denominada Estância do Pinhal. Grande parte do território atual de Itaara era da estância. Outras partes eram de famílias como os Pinto Ribas, Lencina, Jorge da Costa. O território de Itaara teve duas colônias: Colônia Pinhal (1857) dos alemães; e a Colônia Philippson (1904) dos judeus.
Abaixo, uma foto da casa da família dos Adami (alemães). Localizada próxima a Igreja Luterana (ainda existente).


Arquivo: Família Jorge da Costa
Cedido por: Leda Jorge da Costa

Intendência Municipal

Esta foto é da Intendência municipal do distrito do Pinhal (então pertencente ao município de Santa Maria). O local da intendência é a Estação Pinhal. (P.s.: Considero essa foto um tesouro).


Arquivo: Família Jorge da Costa
Cedido por: Leda Jorge da Costa

Escritura de terra em 1890 + nomes famílias

Este documento é uma escritura de compra de terras realizada por Antônio Jorge da Costa em 18 de fevereiro de 1890. As terras foram compradas da família Pimenta e Pinto Ribas. A área está localizada no Pinhal, sendo que sua extensão segue em direção a São Martinho (atual município de São Martinho da Serra).


Arquivo: Família Jorge da Costa
Cedido por: Leda Jorge da Costa

Cultura Judaica

Maria Medianeira dos Santos (click no nome para ver currículo) realizou um excelente estudo sobre os Judeus em Itaara.
No resumo de um artigo científico ela diz:

"A identidade regional do Rio Grande do Sul foi construída, no decorrer do tempo, através da apropriação de diversos grupos culturais que atuaram neste território. Neste contexto, o papel desencadeado pelos imigrantes foi fundamental para a construção do arcabouço cultural presente no espaço gaúcho. A temática central desenvolvida nesta pesquisa é a apropriação cultural realizada, em parte do espaço santa-mariense, pelo grupo cultural judaico, no início do século XX. Deste modo, os objetivos específicos buscaram analisar a preservação e/ou manutenção da cultura judaica no território de Philippson e identificar quais os elementos culturais gaúchos que os judeus agregaram a sua cultura. Metodologicamente o trabalho estruturou-se, basicamente no levantamento bibliográfico sobre identidade cultural e a realização de trabalho de campo procurando evidenciar a materialização da cultura judaica".

Alguns trabalhos científicos da autora podem ser vistos nos sites:

Estação Pinhal 1990

Foto da Estação Pinhal no final de 1990.
Arquivo: Família Jorge da Costa
Cedido por: Leda Jorge da Costa